Mercado europeu de usados cresceu 10,3% em agosto. Portugal regista aumento de 39% - TD Crédito

Setembro 29, 2020

O mercado europeu de usados cresceu 10,3% em agosto. Embora tenha registado um crescimento mais lento do que em julho (12,5%) e junho (13,5%), o mercado europeu revela sinais de recuperação.

Portugal foi um dos mercados a recuperar, tendo apresentado um crescimento de 39% face a agosto de 2019 (é o segundo melhor registo europeu, ultrapassado apenas pela Turquia, que registou uma subida de 41,7%). Do outro lado da tabela, o Reino Unido apresenta o único abrandamento (-3,3%). Suécia, França, Áustria e Países Baixos apresentaram crescimento, ainda que residual.

O Observatório INDICATA, autor deste estudo, considera no entanto que é necessário aferir se este abrandamento da taxa de crescimento global está relacionado com a procura ou com a oferta.

“Parece”, diz o Observatório INDICATA, que este abrandamento acontece essencialmente impulsionado pelo lado da oferta, uma vez que se assiste a uma redução contínua dos stocks dos retalhistas na maioria dos mercados europeus.

Embora haja um aumento dos volumes ano após ano, a sazonalidade de agosto expressa que os volumes de vendas de usados deste mês estão mais equilibrados com a oferta em alguns países – assistindo-se mesmo a um crescimento dos stocks em França, Alemanha e Reino Unido.

Relativamente a preços, estes continuam fortes e a aumentar na maioria dos mercados.

Nota-se escassez de veículos com menos de um ano, uma vez que a falta de stock dos fabricantes limitou o número de matrículas de viaturas de demonstração de quilómetros-zero.
Os receios do aumento das taxas de infeção pelo novo Coronavírus, combinados com os elevados preços grossitas podem resultar, diz o relatório, numa desaceleração em setembro e no quatro trimestre, o que pode levar à sobrevalorização do stock do retalhista.

O relatório do Observatório INDICATA indica ainda que a tendência para a transição para automóveis mais amigos do ambiente se manteve em agosto, embora a diferença entre os volumes de Gasolina vs. Diesel seja agora menor (o crescimento da Gasolina abrandou dos 14,6% em julho para os 10,4% em agosto).

Comportamento do mercado português

Portugal é agora um mercado “altamente constrangido” no que a stocks diz respeito, diz o relatório. Os níveis globais têm vindo a descer 20% desde junho (em agosto baixaram 11%).

Embora tenha registado um crescimento de vendas em agosto (+39%), deve ser considerado o facto de os volumes poderem vir a abrandar em setembro, à medida que os stocks reduzem.

Quanto aos preços, encontraram a sua estabilidade desde junho. Era até esperada uma pequena redução dos preços devido ao ciclo de vida natural do produto. Será expectável, refere o relatório do Observatório INDICATA, uma maior aceleração dos preços em setembro, à medida que o aumento das restrições dos stocks se confronta com uma forte procura – sinalizado anteriormente pelo aumento dos preços grossistas e elevadas taxas de conversão.

Fonte: Fleet Magazine

Outras Notícias

 

Março 31, 2020

Audi RS 4 Avant nova geração com V6 de 450 cv já chegou a Portugal

Ler notícia

Maio 11, 2018

FUTURIDADE (2068)

Ler notícia

Junho 29, 2020

Banco de Portugal divulga informação sobre a implementação das moratórias de crédito

Ler notícia