Explosão do Créditos à Habitação com Taxa Mista em 2023: O Novo Panorama dos Portugueses - TD Crédito

Fevereiro 8, 2024
Adaptação e Mudança: A Nova Tendência no Crédito à Habitação em Portugal

O mercado de crédito à habitação em Portugal testemunhou uma mudança significativa em 2023. Segundo dados recentes divulgados pelo Banco de Portugal (BdP), houve um aumento acentuado na preferência por empréstimos com taxa mista. Essa tendência reflete como os consumidores estão a adaptar-se às mudanças do mercado e às condições económicas.

Crescimento Notável na Preferência por Taxa Mista:

Os números são claros e revelam uma preferência crescente por créditos à habitação com taxa mista. Em dezembro de 2022, apenas 16% das novas operações de crédito à habitação operavam com essa modalidade. Surpreendentemente, em dezembro de 2023, esse número saltou para 71%. A taxa mista, caracterizada por um período inicial com taxa de juro fixa seguida de um período com taxa variável, tornou-se uma opção atraente para muitos portugueses.

Impacto no Mercado e nas Prestações Médias:

Este aumento na procura por crédito à habitação com taxa mista também teve um impacto considerável no stock de crédito à habitação. Em 2023, o peso destes empréstimos aumentou 10%, atingindo 16% em dezembro. Paralelamente, observou-se um aumento nas taxas de juro, que se refletiu no aumento da prestação média mensal: de 339 euros em dezembro de 2022 para 425 euros em dezembro de 2023. Em dezembro de 2023, metade dos créditos à habitação própria permanente tinha uma prestação mensal igual ou superior a 355 euros.

Aumento nas Amortizações Antecipadas:

Outro fenómeno interessante em 2023 foi o aumento significativo das amortizações antecipadas do crédito à habitação. Estas quase duplicaram, passando de 5,5 mil milhões de euros em 2022 para 10,1 mil milhões de euros em 2023. As amortizações antecipadas totais, incluindo contratos finalizados por amortização da dívida, consolidação de crédito num novo contrato, e transferências de crédito para outra instituição, representaram 83% das amortizações antecipadas no ano.

 

A mudança para os créditos à habitação com taxa mista reflete uma adaptação dos consumidores às condições de mercado e às taxas de juro em ascensão. Este movimento pode ser visto como uma procura por maior segurança financeira e previsibilidade nas fases iniciais do contrato do crédito. À medida que o mercado continua a evoluir, será interessante observar como os consumidores e as instituições financeiras se adaptam a essas mudanças. Num ambiente económico em constante mudança, a flexibilidade e a informação tornam-se essenciais para tomar decisões financeiras inteligentes.

 

Fonte: Notícias ao Minuto

Outras Notícias

 

Agosto 31, 2022

O fim anunciado do Volkswagen Golf

Ler notícia

Outubro 29, 2020

Mercado automóvel europeu cresce pela primeira vez em setembro desde início da pandemia

Ler notícia

Agosto 31, 2021

Ford Focus ST Edition, um modelo ainda mais ágil

Ler notícia